Clique aqui e veja as últimas notícias!

MATO GROSSO DO SUL

Teste na fronteira demonstrou que a vacina teve eficácia de mais de 90% para mortes e internações

Pesquisa analisou pessoas vacinadas com a dose única do imunizante Janssen
18/10/2021 17:00 - Glaucea Vaccari , Thais Libni


Teste de imunização em massa contra a Covid-19 em 13 municípios de Mato Grosso do Sul fronteira com Paraguai apita eficácia de 90,5% para óbitos e 92,5% para internações graves.

O preprint da pesquisa desenvolvida pelo grupo Vebra Covid da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com apoio da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), e conduzida pelo médico infectologista e pesquisador da Fiocruz, Júlio Croda foi divulgado nesta segunda-feira (18).

Últimas notícias

Os 13 municípios fronteiriços participantes da pesquisa com as 165 mil doses do imunizante Janssen, foram : Corumbá, Ladário, Porto Murtinho, Caracol, Bela Vista, Antônio João, Ponta Porã, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas, Japorã e Mundo Novo.

Toda população acima de 18 anos foi imunizada com a dose única. A imunização em massa foi iniciada no dia 02 de julho e finalizada no dia 8 de julho, com 94.215 pessoas vacinadas.

Para estimar a eficácia do imunizante, a pesquisa utilizou testes RT-PCR, para o diagnóstico da doença. Ao todo, foram analisados 11.817 testes e a maioria dos pacientes analisados eram jovens adultos. Apenas 20% das amostras analisadas eram de pessoas com mais de 50 anos.

A eficácia da vacina da Janssen contra casos sintomáticos de covid foi de 50,9% após 28 dias da aplicação. O estudo ainda aponta uma eficácia de 72,9% contra hospitalizações e 92,5% para internações em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e resultados sobre os efeitos da vacinação no caso de mortes por coronavírus, com uma eficácia de 90,5%. 

"Apesar da falta de precisão em algumas estimativas, a dose única da vacina da Janssen protege, especialmente contra as formas graves de Covid-19 no contexto de novas variantes", reforça o documento.