Clique aqui e veja as últimas notícias!

TESTE DRIVE

Toyota Yaris Cross revela seus atributos em teste nas ruas e estradas portuguesas

O modelo chega ao mercado europeu com dois tipos de motorizações e seis níveis de acabamento
18/10/2021 15:26 - Automotrix


*Antônio de Sousa Pereira, do “Absolute Motors”, de Portugal especial para AutoMotrix

Um ano depois de ter apresentado ao mercado a quarta geração do Yaris, a Toyota aposta em uma variante crossover do hatch/sedã compacto. 

Trata-se do Yaris Cross, modelo que está chegando ao mercado europeu com dois tipos de motorizações e seis níveis de acabamento. 

A versão SUV do Yaris está prevista para desembarcar no Brasil no final próximo ano ou no início de 2023, produzida em Sorocaba (SP), embora a representação brasileira da marca japonesa ainda insista na (remota) possibilidade de que o utilitário esportivo compacto “made in Brazil” venha a ser algo totalmente novo. 

No Brasil, o motor a gasolina do conjunto híbrido europeu do Yaris Cross daria lugar a um motor flex, também conjugado a um elétrico – configuração já adotada no sedã Corolla e no SUV médio Corolla Cross. 

Desenvolvido para a Europa, o Yaris Cross tem um estilo mais robusto em comparação ao hatch, com a parte inferior da carroceria dotada de um eixo horizontal alto, que se estende da ponta do capô às lanternas, permitindo aumentar a sensação de um pequeno utilitário esportivo ou crossover.

O Yaris Cross é feito na Toyota Motor Manufacturing France, na cidade de Valenciennes, e chega como um forte concorrente no crescente segmento de SUVs do segmento B. 

As versões básicas são movidas por um motor de três cilindros a gasolina de 1,5 litro, combinado com um câmbio tipo CVT ou um manual de 6 velocidades, que produz 126 cavalos a 6.600 giros e 15,5 kgfm de torque. 

Já as versões “top” adotam a tecnologia híbrida de quarta geração da Toyota, um sistema que fez sua estreia no novo Yaris hatch na Europa. 

Nela está um motor Hybrid Dynamic Force de 1,5 litro, com potência e o torque máximos obtidos em rotações mais baixas, com 12,5 kgfm de 3.600 a 4.800 rpm e 93 cavalos a 5.500 rpm. 

Ele atua em parceria com um motor elétrico de 81 cavalos de potência e 14,5 kgfm de torque. 

A potência conjunta é de 116 cavalos e a tração pode ser dianteira ou integral AWD-i.

Últimas notícias